Atlético Guarabirense: Márcio Azevedo e empresário criam time para disputar a 2ª Divisão do Paraibano

Eles já teriam criado o Atlético Guarabirense e já tratam dos detalhes para a disputa

janeiro 11, 2017
2618 Visualizações

Antes uma das referências em termos de futebol, pelas equipes que montou ao longo dos anos nas disputas por diversos campeonatos paraibanos, com o Guarabira Esporte Clube, a cidade está atualmente sem nenhuma representação, já que a Desportiva encontra-se inativa, mas Guarabira está perto de ganhar uma nova agremiação futebolística.

A iniciativa é do jogador guarabirense Márcio Azevedo, que atua no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e do empresário Deda Claudino, que atua no ramo das telecomunicações. Eles já teriam criado o Atlético Guarabirense e já tratam dos detalhes para a disputa da segunda divisão do Campeonato Paraibano de 2017.

Nesta quarta-feira (11), o produtor de eventos, Carlos Madson, divulgou nas redes sociais uma foto dos idealizadores do projeto, reunidos para discutir os próximos passos do novo clube de Guarabira.

“MÁRCIO AZEVEDO e o empresário DEDA CLAUDINO tratando dos detalhes do ATLÉTICO GUARABIRENSE, um novo clube de futebol criado pelos dois para disputar a segunda divisão do Campeonato Paraibano de Futebol. VEM NOVIDADES POR AÍ”, postou Madson.

Comente esta matéria

Você também pode gostar

Policial
0 shares97 views

Botija: operação da Polícia Federal encontra 200 kg de drogas enterradas

Jota Alves - mar 27, 2017

Em Caldas Brandão, o caseiro do imóvel onde as drogas estavam enterradas foi preso em flagrante

Estado paga salários do mês de março ainda essa semana
Notícias
0 shares310 views
Notícias
0 shares310 views

Estado paga salários do mês de março ainda essa semana

Jota Alves - mar 27, 2017

Na próxima quinta-feira, 30, receberão os servidores inativos

Ministro pede para marcar julgamento da ação sobre chapa Dilma-Temer
Política
0 shares109 views
Política
0 shares109 views

Ministro pede para marcar julgamento da ação sobre chapa Dilma-Temer

Jota Alves - mar 27, 2017

Herman Benjamin deu 48 horas para o Ministério Público se manifestar; na última sexta (24), defesas de PT, PMDB e PSDB apresentaram alegações finais